Sexta-feira, 24 de Outubro de 2008

Refletir

O meu conhecimento, em relação ao doente mental permite-me dizer, que as pessoas na sociedade têm uma ideia muito errada sobre os mesmos, ou seja, quando em conversa com alguém, surge o facto de eu trabalhar com pessoas com patologias psiquiátricas, surgem logo aquelas perguntas de "peritos", do género:

  • eles estão fechados, presos?
  • eles estão amarrados? 
  • não tens medo que te agridam?

E depois surgem perguntas que se prendem com factos antigos, se nos formos informar sobre os tratamentos antigos a nível psiquiátrico, ficámos escandalizados reconheço, mas os tratamentos violentos que estes doentes tinham, as terapias usadas antigamente, não se aplicam nem de perto nem de longe com a actual realidade. Se no século passado se usavam terapeuticas pouco recomendaveis, hoje em dia a realidade é outra. Falo por experiência, que não tenho medo destes doentes, agora compreendo muito bem as suas patologias e o quanto estes seres sofrem, mas por exemplo, hoje em dia não é permitido fechar doentes, muito menos imobiliza-los, não se usa os tão falados coletes de forças, quanto muito já vi um ou outro no museu do hospital onde trabalho. Estes doentes dentro da infelicidade deles, são muito bem tratados, têm terapia e multiplas actividades, com vista a que tenham melhor qualidade de vida dignidade.

 

Espero que as pessoas se comecem a informar mais e melhor sobre este tipo de doenças, estas que podem afectar todos nós, tentar combater estes tão falados estigmas e que ajudem estes doentes a se integrarem na sociedade, estes doentes devidamente diagnosticados e terapeutica adequada podem viver em sociedade da mesma forma que todos nós. As pessoas não podem esquecer, que devemos tratar os outros como gostaríamos de ser tratados. 

 

Também cabe aos media, informar e educar a sociedade, dando a informação correcta de modo a combater a quantidade de estigmas existentes e claro está que tem de ser em relação a tudo e não só aos doentes psiquátricos. na sociedade é inumeros casos de descriminação que têm de ser combatidos e aos poucos tornar a sociedade mais tolerante e mais preocupada com o mundo que a rodeia. Cada cidadão, deve contribuir para que a descriminação acabe, ou pelo menos que seja minorada, cada um é livre de ter as suas crenças e credos, deve dar as suas opiniões, mas não tem o direito de julgar. Podemos ter a nossa opinião, mas devemos respeitar a opinião do outro.

publicado por pmfsimps às 22:22
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Refletir

. Tipos de doenças Mentais

. Conceitos errados

. Atitudes Depreciativas

. O estigma

.arquivos

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds